Vamos falar sobre trombose ?

Vamos falar sobre trombose ?

         Olá, você certamente já ouviu falar em trombose, fulano deu trombose, vamos conversar um pouco mais sobre isso? Sou a Dra. Lineia Torres, sua dentista de confiança…

Definição:

            A trombose é causada por um coágulo sanguíneo que pode bloquear ou prejudicar o fluxo de sangue na região em que está e até se soltar e se mover para um órgão, acomete mais frequentemente pessoas portadoras de certas condições predisponentes, como o uso de anticoncepcionais ou tratamento hormonal, tabagismo, presença de varizes, pacientes com insuficiência cardíaca, tumores malignos, obesidade ou a história prévia de trombose venosa, cirurgias de médio e grande porte, infecções graves, traumatismo, a fase final da gestação e o puerpério e qualquer outra situação que obrigue a uma imobilização prolongada, como o caso de paralisias, infarto agudo do miocárdio, internações hospitalares, viagens aéreas longas.

Sinais e sintomas da trombose:

Nem sempre o paciente que possui trombose apresenta sintomas. Quando isso acontece, é comum que ele sinta:

– Dor;

 – Inchaço corporal;

– Ardência; –

-Calor no local do coágulo;

 – Alteração na cor da área do coágulo, que pode ficar vermelha, azul ou arroxeada; – Rigidez na musculatura da região e
– Se o coágulo vai até o pulmão, o paciente pode apresentar ainda dor no peito e nas costas, tosse com sangue e respiração curta e rápida.

Tipos de trombose:

           Caso ela ocorra em uma veia profunda será definida como Trombose Venosa Profunda (TVP); se o coágulo se formar em uma artéria, ele é chamado de Trombose Arterial (TA) e pode levar ao infarto ou ao AVC (acidente vascular cerebral) …. –

Diagnostico:

              É feita uma ecografia denominada Eco-Doppler, que confirmará ou não a presença da TVP, e ainda ajudará no diagnóstico diferencial, ou seja, excluirá outras possíveis causas dos sintomas apresentados.

Tratamento da trombose:

O objetivo do tratamento é impedir a formação e o aumento do trombo, bem como evitar que ele chegue até o pulmão. A principal estratégia terapêutica é o uso de medicamentos anticoagulantes por prazo determinado pelo médico, a depender do risco de cada paciente. Esse tempo pode ser de 3 até 24 meses

Em caso de gravidez, usa se a heparina, por toda a gestação e até 6 semanas após o nascimento do bebê …

Na maioria das vezes o manejo é clínico, com medicamentos anticoagulantes, mas quando há embolia pulmonar, pode ser indicado o uso de trombolítico (substância para dissolver o coágulo) ou cirurgia para remoção do mesmo (em casos específicos) ….

Gostou das dicas? Se sim, comente, compartilhe, seja um multiplicador de informações confiáveis, um grande abraço e até a próxima postagem.

Dra. Lineia Torres

CRO 1379 Odontoarch

86 3227 1661

86 99977 6892

www.odontoarch.com.br

Deixe um comentário

ESTAMOS NO YOUTUBE